Acompanhe em primeira mão todas as notícias sobre a COP26,

EXAME na COP26

que será realizada em Glasgow (Escócia), de 31 de outubro a 12 de novembro de 2021.

A Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança Climática (UNFCCC) é um tratado internacional com o objetivo de estabilizar as concentrações de gases de efeito estufa na atmosfera.


Este tratado foi assinado durante a Conferência das Nações Unidas para o Meio Ambiente e o Desenvolvimento em 1992, no Rio de Janeiro, e ratificado em 1994. Motivado por evidências científicas relacionando as emissões de gases de efeito estufa provenientes das atividades humanas à mudança do clima global.


Desde 1995 os países membros deste tratado se reúnem anualmente na Conferência das Partes das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP) para avaliar a situação das mudanças climáticas no planeta e propor mecanismos para garantir que os objetivos da convenção sejam alcançados.


Uma das principais tarefas da COP é revisar as comunicações nacionais e os inventários de emissões apresentados por todos os países membros e, com base nessas informações, avaliar os progressos feitos e as medidas a serem tomadas.

O QUE É A COP

OBJETIVOS DA COP26

A proposta é manter o aumento da temperatura do planeta abaixo dos 1,5oC em relação aos níveis pré-industriais.

Para isto, os países estão sendo encorajados a apresentarem metas ambiciosas de redução de emissões para 2030, que possam aproximá-los da meta de emissões líquidas zero em 2050.

Para cumprir estas metas os países devem acelerar a eliminação do carvão, reduzir o desmatamento, acelerar a mudança para veículos elétricos e incentivar o investimento em energias renováveis.

Mesmo com a redução das emissões, o clima continuará mudando. Por isso, será necessário trabalhar em conjunto para capacitar e incentivar os países afetados pelas mudanças climáticas a proteger e restaurar ecossistemas, construir defesas, desenvolver agricultura e infraestrutura resilientes, a fim de evitar a perda de moradias, meios de subsistência ou até mesmo de vidas.

Para cumprir as duas primeiras metas, os países desenvolvidos devem cumprir sua promessa de mobilizar pelo menos US$100 bilhões em financiamento climático por ano. As instituições financeiras internacionais devem trabalhar para liberar financiamentos dos setores público e privado necessários para garantir a rede net-zero.

Os desafios da crise climática só podem ser enfrentados com todos trabalhando juntos. Por isso, é necessário finalizar o Paris Rulebook (livro de regras que viabilizará a implementação do Acordo de Paris) e acelerar as ações para enfrentar a crise climática por meio da colaboração entre governos, empresas e a sociedade civil.

A EXPECTATIVA SOBRE A COP26

No Acordo de Paris assinado na COP21, em 2015, os países signatários concordaram em trabalhar para reduzir suas emissões de gases de efeito estufa, visando limitar o aquecimento global em 2oC em relação aos níveis pré-industriais, com ambições de diminuir este limite para 1.5ºC.


Na ocasião, cada país apresentou seus planos de como poderiam contribuir para este objetivo, as chamadas Contribuições Nacionalmente Determinadas (NDC).


Embora a assinatura do Acordo representasse um grande avanço em relação ao enfrentamento das mudanças climáticas, as NDCs apresentadas ainda não se mostraram suficientes para limitar o aquecimento global nos níveis desejados.


Por isso, ficou decidido que a cada cinco anos, durante a Conferência das Partes das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas, os países iriam atualizar suas NDCs, com planos que refletissem as suas máximas ambições possíveis no momento.


Portanto, na COP26, cinco edições após a COP21, os países deverão propor uma revisão de seus planos.


Outro ponto importante de discussão da COP26 é a conclusão do Paris Rulebook, o livro de regras que viabilizará a implementação do Acordo de Paris. Entre os temas que ainda precisam ser concluídos está o Artigo 6, que estabelece que os países podem cooperar de forma voluntária para implementar suas NDCs.


Na prática, o artigo regulamenta o mercado global de créditos de carbono, incentivando a criação de projetos públicos e privados para a mitigação das emissões.

O BRASIL NA COP26

A atual NDC brasileira tem como compromisso a redução das emissões líquidas totais de gases de efeito estufa em 37% em 2025 e 43% até 2030, em relação a 2005.


Além disso, tem como objetivo alcançar a neutralidade no balanço entre as emissões e remoções de carbono da atmosfera (net-zero) até 2060.


Para a COP26, no entanto, é esperado que o governo brasileiro apresente novas medidas, como as ações que serão adotadas para antecipar para 2050 a neutralidade das emissões do país, anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro na Cúpula de Líderes sobre o Clima.


Um anúncio de ações mais ambiciosas do Brasil no enfrentamento à crise climática seria um passo estratégico na melhoria da imagem do país, tanto internacionalmente, quanto frente aos empresários brasileiros que pedem que o Brasil volte a ser referência nas negociações sobre a crise climática.

ACOMPANHE A COP26

Quer ficar por dentro de toda a cobertura da COP26?


Acesse o botão abaixo para receber todas as notícias em primeira mão e receber a newsletter especial sobre ESG da EXAME.

EQUIPE DA EXAME NA COP26

Renata Faber

Head de ESG

Talita Assis

Especialista em Meio Ambiente

Leo Branco

Editor

Rodrigo Caetano

Repórter

Marina Filippe

Repórter

Perguntas frequentes

1- O que é o Bitcoin?

O bitcoin é uma moeda como o real ou o dólar, mas é totalmente virtual. A criptomoeda foi criada por Satoshi Nakamoto (pseudônimo do criador ou equipe de criadores do Bitcoin.)

Segundo a descrição oficial, "Ela é uma tecnologia digital que permite reproduzir em pagamentos eletrônicos a eficiência dos pagamentos com cédulas de papel.”

Sua emissão não é controlada por um Banco Central e ocorre de forma descentralizada. Sua produção é feita por milhares de computadores, mantidos por pessoas que “emprestam” a capacidade de suas máquinas para criar bitcoins e registrar todas as transações feitas, os chamados mineradores.

O BTG Pactual Bitcoin 20 FIM é um Fundo de Investimentos Multimercado lançado em 05 de abril de 2021.

Esse é um movimento inédito no mercado internacional, pois é o primeiro fundo de investimento de criptomoedas de um banco no país.

O BTG Pactual Bitcoin 20 Fundo de Investimento Multimercado é gerido pela BTG Pactual Asset Management e distribuído pela plataforma (app) do BTG digital.


O fundo é composto por 4 modalidades de investimentos:

2- O que é o Fundo BTG Pactual Bitcoin 20 FIM

20% Bitcoin

(Criptomoeda)

55% de LFT

(Letra Financeira do Tesouro Nacional)

(Certificado de Depósito Bancário)

20% CDB

5% Operações

       compromissadas

3- Como declarar esse investimento no Imposto de Renda?

Apesar de ser um investimento em criptomoedas, a declaração do Imposto de Renda é feito de uma forma simples, dado que é um fundo de investimento.

Basta acessar “Bens e Direitos”, inserir o código 74, que significa “Fundo de Ações, Fundos Mútuos de Privatização, Fundo de Investimento em Empresas Emergentes, Fundos de Investimento em Participação e Fundos de Investimentos de Índice de Mercado”.

4- Quais as taxas?

O Fundo BTG Pactual Bitcoin 20 FIM não possui taxa de performance. O Fundo possui taxa de administração de 0,5%.

5. O que é o BTG Pactual digital?

O BTG Pactual digital é uma plataforma 100% digital, desenvolvida pelo BTG Pactual para otimizar o acesso do investidor de forma rápida, prática e segura.

Essa tecnologia trabalha com diversos tipos de investimentos – renda fixa, renda variável, fundos de investimentos, previdência com mais de 37 anos de história.

6- Eu vou pagar algo para abrir minha conta?

A abertura da sua conta é totalmente gratuita e não existem cobranças na taxa de manutenção, independente se há ou não aplicações na carteira.

Nós preparamos um time de experts para orientar investidores como você a darem os passos iniciais para investir com segurança.

Você vai contar com o suporte de profissionais capacitados para ajudar e orientar os procedimentos e dúvidas sobre o sistema.

Um consultor irá entrar em contato para esclarecer dúvidas, desmistificar o processo de abertura de conta, acesso ao sistema, e primeiras movimentações financeiras no BTG Pactual Bitcoin 20 Fundo de Investimento Multimercado.

7- Por que o consultor vai me contatar?

EXAME @2021 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

AO NAVEGAR NESTE SITE VOCÊ CONCORDA COM A NOSSA POLÍTICA DE PRIVACIDADE